Maceió (Alagoas) – 3 paraísos para visitar à partir da capital alagoana

Há um trecho de litoral no Nordeste onde as paisagens são escandalosamente exuberantes. Da Foz do Rio São Francisco até a última praia de Maragogi, são só 230 quilômetros, mas que guardam algumas das maiores riqueza naturais do Brasil. Sejam bem vindos a esse verdadeiro país chamado Alagoas!

Tem muita coisa pra encher os olhos por aqui e o mais legal é que dá pra fazer quase tudo a partir da capital, Maceió. A gente escolheu três lugares pra indicar, misturando bastante do exotismo dos cenários, da importância que Alagoas tem na nossa história e das peculiaridades que você só encontra lá.

3em3-alagoas-25

Os dias começam cedo em Alagoas! Às 5h30, o mestre Sol já está de pé.

1) Duas Barras

No meio do caminho, tem um mirante. O dia começa com uma parada em Roteiro, pra subir o Mirante do Gunga (R$ 2,00), de onde se avista essa plantação infinita de coqueiros terminando em uma praia paradisíaca. Aí a gente teve certeza: estávamos no Nordeste!

3em3-alagoas-2

Vista do Mirante da Praia do Gunga, em Roteiro/AL .

3em3-alagoas-1

Plantação de coqueiros da Praia da Gunga, com a Barra de São Miguel ao fundo.

Alagoas tem vários pequenos povoados espalhados por seus municípios. Um dos mais encantadores é o de Duas Barras, que fica na cidade de Jequiá da Praia, a 70 km ao sul de Maceió. Barra significa limite e o nome do povoado vem justamente da junção da praia de mar e da praia de rio (na verdade, é lagoa) que se forma por ali.

Pouco habitado, o vilarejo recebe seus visitantes em um complexo simples e bem simpático,
chamado Dunas de Marapé. De lá, pode-se fazer dois passeios muito bons, de acordo com a sua preferência por água doce ou salgada.

3em3-alagoas-3

Encontro de rio e mar em Duas Barras, no município de Jequiá da Praia.

3em3-alagoas-5

3em3-alagoas-11 3em3-alagoas-4

DCIM147GOPRO

3em3-alagoas-23

Vamo turistá!

3em3-alagoas-duasbarras

Time completo e feliz da vida!

Passeio 1 – Trilha dos Caetés || De barco, o Sorriso, figura carimbada e famosa no local, levou a gente pela Trilha dos Caetés. Fomos lagoa adentro por cerca de meia hora, até chegar a esse manguezal surreal, que parece que foi projetado pelo Tim Burton, pra tomar um banho de lama e caçar caranguejos. O banho de lama, ele diz, rejuvenesce mais que qualquer cosmético.

Passeio 2 – Pau de Arara || A segunda opção é embarcar no Pau de Arara, um caminhão igual aos que transportavam soldados na Segunda Guera Mundial, pra ver o cenário mais fabuloso do percurso: a praia de Jacarecica do Sul. Nada a ver com guerra, muito pelo contrário. Um paredão de gigantescas falésias vermelhas antecede uma espantosa praia selvagem. No lugar das barracas, um recanto deserto, só com o barulho do mar agitado e inóspito. São apenas vinte minutos de permanência no local, mas que valem o dia.

3em3-alagoas-35

Praia que banha o complexo Dunas de Marapé.

3em3-alagoas-34

Chegada às falésias de Jacarecida do Sul, onde se vêem as paisagens mais impressionantes do dia.

3em3-alagoas-33

3em3-alagoas-32

3em3-alagoas-36

Seja qual for sua opção de passeio, você não vai querer perder o buffet de almoço que eles preparam. Há saladas, massas, frutos do mar, carnes, sucos naturais… é bem completo, saudável e saboroso.

3em3-alagoas-10

Tem camarão? Ah, então esquece o resto.

3em3-alagoas-9

Mentira, não esquece não! Tá tudo uma delícia =D

3em3-alagoas-7   3em3-alagoas-8

Como chegar: a Luck Receptivo ( www.luckreceptivo.com.br/maceio ) faz o transfer de ida e volta a partir de Maceió, em passeio de dia inteiro, com guia.
Preços: R$ 50,00 por pessoa ( os valores podem variar ligeiramente, de acordo com a época ), com almoço incluso. Os passeios da Trilha dos Caetés e Pau-de-Arara são cobrados separadamente. Custam R$ 25,00, cada, por pessoa.
Horários: Saídas diárias.

Nós adoramos o Nordeste! Veja também outros destinos imperdíveis que visitamos por lá: 

Porto de Galinhas (Pernambuco) – 3 dicas de passeios e onde se hospedar
Porto de Galinhas Gourmet (Pernambuco) – Onde comer muito bem em Porto de Galinhas
Onde ficar em Maceió (Alagoas) – 3 motivos para se hospedar no Pratagy Beach Resort
Jericoacoara (Brasil) – 3 passeios obrigatórios em Jeri
Maragogi (Brasil) – 3 formas de aproveitar o Caribe Brasileiro
Rota das Emoções (Brasil) – 3 destinos incríveis no nordeste brasileiro

2) Foz do Rio São Francisco

O Rio São Francisco nasce em Minas Gerais e cruza todo o interior da Bahia antes de chegar até aqui, onde divide os estados de Alagoas e Sergipe. Ele é o maior rio cem por cento brasileiro e vem carregado de histórias antes de desembocá-las todas no mar. Mesmo tendo sofrido diversas degradações ambientais, o Velho Chico nunca pensou em vingança: pelo contrário, continua abastecendo quase toda a energia elétrica do Nordeste e fomentando a agricultura por onde passa.

3em3-alagoas-29

É aqui que o São Francisco joga no mar todas as histórias trazidas ao longo dos seus quase 3.000 km de extensão.

DCIM147GOPRO

3em3-alagoas-30

3em3-alagoas-28

3em3-alagoas-27

3em3-alagoas-15

Chove, faz sol, chove faz sol… a previsão muda a cada minuto na Foz do Rio São Francisco.

3em3-alagoas-26

Palafitas de pescadores são avistadas às margens do Velho Chico.

3em3-alagoas-14

3em3-alagoas-13

A peculiar e histórica cidade de Piaçabuçu.

3em3-alagoas-12

O skyline do vilarejo é um charme que combina certinho com o rio, não é?

Piaçabuçu (assim mesmo, com dois cedilhas) é a ultima cidade alagoana banhada pelo São Francisco, em um trecho onde, após tantas interferência, ele volta a ser apenas um rio, com toda sua majestosidade. É lá que a gente embarca pra navegar os últimos 13 quilômetros de extensão do rio, onde o horizonte é vasto e os olhos demoram para se acostumar ao poder de enxergar tão longe.

A foz, em si, é semi-desértica. A areia fina voa sem parar, ora deixando vazias depressões, ora criando montanhas e lagoas. São dunas móveis que, com a ajuda do clima instável, formam tempestades de areia e modificam o cenário constantemente. Comunidades quilombolas comercializam artesanato e gastronomia local. Não é por nada não… mas as cocadas e as cachaças matam a pau!

Como chegar: a Luck Receptivo ( www.luckreceptivo.com.br/maceio ) faz o transfer de ida e volta a partir de Maceió, em passeio de dia inteiro, com guia.
Preços: R$ 65,00 por pessoa, com almoço incluso no Restaurante Maraná, à beira do São Francisco (o valor pode variar ligeiramente, de acordo com a época).
Horários: Saídas diárias.

3) São Miguel dos Milagres

Não dá pra negar: essa é a parte que a gente mais esperou durante essa viagem! Talvez as praias mais especiais de Alagoas e do Brasil estejam em São Miguel dos Milagres, essa cidade com encanto de vila, pontilhada por pousadas rústico-chiques e recheada de calma e sossego. Areia branca, mar clarinho e pouca gente – a não ser na virada de ano, quando o Réveillon dos
Milagres transforma a cidade. Chegamos cedo e, por várias horas, nossa única companhia foram os coqueiros a areia sem pegada alguma.

3em3-alagoas-sãomigueldosmilagres

Quem seria este, que pode caminhar sobre as águas?

DCIM147GOPRO

3em3-alagoas-piscinasnaturais-praiadoriacho

Apenas 180 pessoas por dia podem visitar as piscinas naturais da Praia do Riacho, em São Miguel dos Milagres.

3em3-alagoas-41

Maré baixa na Praia do Riacho.

3em3-alagoas-17

3em3-alagoas-16

Sempre vazia e calma, ela te chama pra uma longa caminhada.

3em3-alagoas-20

São Miguel dos Milagres tem, também, uma praia que leva o mesmo nome do município.

3em3-alagoas-19

Praia do Toque.

3em3-alagoas-21

Praia do Riacho.

3em3-alagoas-22

As praias de São Miguel dos Milagres são, como dizia nosso guia e amigo Antônio Lino, um ishcândalo ! Cada uma delas tem seu quê de paraíso. No passeio de buggy que parte da Praia do Riacho, você vai passar pelas Praia do Toque, Praia do PatachoPraia da Laje, que são as mais populares, além da própria Praia do Riacho que também é espetacular. Ainda ali, você pode passar seu dia relaxando ou, melhor ainda, ir de jangada até as piscinas naturais. ATENÇÃO: ao comprar seu passeio para São Miguel dos Milagres, já deixe claro que você pretende ir às piscinas naturais e reserve seu lugar. Aqui há um limite de pessoas por dia e, por isso, além de todo o encanto de poder caminhar em bancos de areia em pleno alto mar, o passeio é totalmente à prova de multidões. Não deixe, também, de comer um belo peixe frito e tomar uma caipirinha tradicional na Pousada Recanto dos Milagres, que será seu ponto de apoio durante o passeio e tem serviço de praia.

Como chegar a Maceió e quem leva:  o aeroporto Zumbi dos Palmares é servido pelas principais companhias aéreas do Brasil. GOL, Avianca, TAM e Azul operam vôos de vários locais. A partir de São Paulo, tanto em Guarulhos, quanto Congonhas, os vôos são diários. Vindo por terra, Aracaju/SE e Recife/PE são as capitais mais próximas, ambas a quatro horsa de distância de carro.

Quanto custa:Maceió é a capital do Nordeste mais acessível para viajar. Alimentação e hospedagem tem preços bem razoáveis e possibilitam que a cidade seja curtida ao máximo. Além disso, Maceió está a no máximo duas horas de distância de qualquer outro lugar do litoral de Alagoas. Montar base por ali para visitar outros lugars fantásticos do estado, em viagens de um dia, é uma excelente opção.

Onde ficar em Maceió: Nós ficamos em dois hotéis completamente diferentes: o Pratagy Beach Resort (reserve aqui), que é um all inclusive pé na areia, ótimo para viagens em família; e a Pousada de Charme Casa Caiada (reserve aqui), que tem o charme de uma casa de campo, mas com vista pro mar. Ambos são capazes de fazer a experiência na cidade ser maravilhosa, uma vez que não ficam no centrão, mas próximos a Praia da Sereia, a 15 minutos da muvuca

pratagy_resort_DI_3em3_6

O Pratagy é um lugar pra quem não quer se preocupar: acorde e vá dormir na praia, comendo e bebendo o quanto quiser!

pratagy_resort_DI_3em3_2

Área externa do Pratagy Beach Resort.

casacaiada

Vista da área comum da Pousada de Charme Casa Caiada.

casa_caiada_DI_3em3_4

A Pousda Casa Caiada é mais reservada e charmosa, excelente para casais ou pra quem quer relaxar.

Quando ir:  De Novembro a Fevereiro é a altíssima estação. Os preços estão mais altos e os lugares, mais cheios. Março e Abril são bons meses, quando a ocupação cai, mas o tempo ainda está bom. Maio, Junho e Julho, a chuva aperta – quem se propõe a arriscar, pega descontos ótimos nas passagens e na hospedagem. Agosto, Setembro e Outubro são os melhores meses custo X benefício.

Como se mover por Maceió: nós fizemos todos os transfers com a Luck Receptivo ( www.luckreceptivo.com.br/maceio ) , tanto de/para o aeroporto, quanto para os passeios.. Preços: R$ 65,00 por pessoa (os preços variam ligeiramente de acordo com a época). O tour de buggy (R$ 240,00 por buggy ) e o passeio de jangada até as piscinas naturais (R$ 35,00 por pessoa) são pagos separadamente. Horários: Saídas diárias.

*Nós visitamos Maceió a convite do Pratagy Beach Resort e da Luck Receptivo.

** As imagens aéreas são de autoria do nosso amigo Márcio Vital, que faz o www.marcionomundo.com.br.

Texto: Tiago Caramuru
Imagens: Tiago Caramuru / Anderson Spinelli / Sidney Michaluate
Edição: Tiago Caramuru / Anderson Spinelli

Comentários

Sobre o Autor
-

Desde que descobriu que viajar é possível, viciou. Muita disciplina financeira, um pouco de sorte. Nada como uma viagem após a outra. Escreve o blog Esvaziando a Mochila desde 2009. Publicou, em 2014, o trabalho fotográfico Rumo às Primeiras Mil Viagens, compilação de 100 retratos e paisagens feitos pelo mundo, durante quatro anos.