Versalhes (França) – 3 motivos para visitar Versailles

Um dos passeios mais incríveis que você pode fazer em Paris é pegar um dia para conhecer um pedaço da história da França: Versalhes!

Versailles 01

Estátua de Luís XIV em frente ao palácio.

A cidade foi o centro de poder da França de 1682 até 1789, ano da Revolução Francesa. Foi escolhida a dedo por ser relativamente perto da frenética Paris, mas ao mesmo tempo afastada o suficiente de seus tumultos e doenças.

Hoje em dia, chegar lá é muito fácil: pegue o RER C (linha C5) até a estação Versailles Rive Gauche, que é a estação mais próxima do Palácio. Para isso, você precisará de um ticket para zonas 1-4, o que dá entre 8 e 9 euros do centro de Paris. O RER C tem diversas estações espalhadas pela cidade, mas tenha a certeza de pegar o trem C5, que é o único que segue para Versailles. Dê uma olhadinha no mapa clicando aqui (o RER C é a linha amarela mais grossa). A viagem demorará entre 40 min e 1 hora. Na estação, você chega ao palácio após uma caminhada de 10 ou 15 minutos.

Versailles 02

A entrada do Palácio de Versailles.

Só o fato de estar nesta aula de história em forma de castelo já valeria a pena, mas listaremos aqui 3 motivos para visitar esta linda cidade. Vamos lá?

1) O próprio Palácio de Versailles

Visitar o Palácio de Versalhes é muito fácil. A rota que você segue é praticamente única, passando pelos principais pontos do local sem aqueles “labirintos” usuais de grandes museus.

Versailles 09

Capela Real

O Palácio é fantástico, cheio de detalhes. Praticamente todos os aposentos são decorados com artes francesas do século XVII – o que inclui pinturas, esculturas e móveis da época.

Versailles 10

O Salão de Hércules

Versailles 11

O Quarto do Rei

Versailles 12

O Salão das Batalhas

O ponto alto da visita é o Salão de Apolo, ou Galeria de Espelhos. É aqui que eram dados os bailes reais, entre os 17 arcos de cada lado do corredor. De um lado, janelas com vista para os Jardins de Versailles. Do outro, cada arco possui 21 espelhos dentro, totalizando 357 espelhos e um aspecto único.

É daqui que surgiu a lenda dos 7 anos de azar ao quebrar um espelho. Na época, espelhos eram absurdamente caros – mais um ponto da alta extravagância que o salão representava – e se um dos empregados quebrasse um espelho, teria de trabalhar por 7 anos para pagá-lo.

Versailles 13

A Galeria de Espelhos

O preço é de 15 euros para visitar somente o Palácio e 18 euros para visitar o Palácio + Jardins + Domínios de Maria Antonieta. Há casos onde a entrada é gratuita (veja as dicas no final do post).

2) Os Jardins de Versailles

Achou o Palácio incrível? Você ainda não viu nada! Separe umas horinhas para explorar os IMENSOS Jardins de Versailles – são mais de 800 hectares (8 km²!) de jardins com canais, esculturas e árvores de uma beleza indiscutível!

Versailles 03

Tracei aqui o esboço de um caminho bacana do Palácio para os Domínios de Maria Antonieta para presenciar algumas vistas incríveis do Jardim de Versalhes:

20160207146

Versailles 04

Mas não se baseie exclusivamente neste mapinha, explore o lugar! Se não quiser ficar andando (e ficar extremamente cansado como eu fiquei… rs) você tem duas opções de locomoção:

  1. Um bondinho / trenzinho circular que para em diversos pontos do jardim – o passe diário sai por aprox. 8 euros.
  2. Alugar um carrinho de golf por exorbitantes 32 euros/hora. :(

Versailles 05

Em junho e julho existem shows de fogos de artifício ao som de música clássica, ou show de luzes nas fontes do parque – que infelizmente não consegui presenciar nenhum dos dois. Vale a pena se programar para assistí-los – veja a programação aqui.

3) Os Domínios de Maria Antonieta e seu Jardim Inglês

O Petit Trianon, palacete dado por Luís XVI de presente a Maria Antonieta, na verdade foi construído em 1768 por Luís XV para servir de morada às suas amantes. Quando morreu, em 1774, seu filho Luís XVI subiu ao poder e fez a Condessa de Barry deixar o local – oferecendo-o finalmente à Rainha Maria Antonieta.

Versailles 06

Entrada do Petit Trianon

Ele é pequeno, aconchegante e luxuoso – dá para conhece-lo inteiro em questão de minutos, incluindo o quarto da rainha. Mas os tais Domínios de Maria Antonieta não param por aí. Atrás da casa existe o lindo Jardim Inglês com seu Templo do Amor.

Versailles 07

A Sala de Música de Maria Antonieta

O Jardim Inglês foi construído a pedidos da própria Maria Antonieta destruindo o Jardim Botânico do antigo rei Luís XV – com o Templo do Amor e suas 12 colunas bem no meio dele. Dizem as más línguas que o Templo do Amor foi colocado lá a pedido da rainha – com visão direta de seu quarto – pois ela se lembrava de seu amante (o Conde Axel de Fersen) sempre que olhava para ele.

Versailles 08

O Templo do Amor, no centro do Jardim Inglês.

Existe também uma mini-fazenda, bem simpática, pertinho de lá. Com vários animais, é uma boa pedida se você estiver viajando com crianças.

Dicas gerais

  1. Chegue cedo e, se possível, já com o ingresso adquirido via internet. Clique aqui para comprar o seu.
  2. O Palácio abre de terça a domingo das 9 as 17:30h, os Jardins das 8 às 18h. Uma boa dica para escapar das filas é fazer os Jardins de manhã, os Domínios de Maria Antonieta no começo da tarde e fechar com o Palácio.
  3. Como Versailles é relativamente longe de Paris, veja no site se o Palácio estará aberto antes de sair do seu hotel. Afinal, ele fecha em algumas datas como Natal e Ano Novo.
  4. Crianças e adolescentes com menos de 18 anos não pagam entrada, assim como portadores de deficiência física e seu acompanhante! Ah, o primeiro domingo dos meses de novembro a março também são free para TODOS. :)

É isso aí, pessoal… Gostaram? Se esquecemos de algo, coloquem aí nos comentários! Sugestões são sempre bem-vindas. :)

Texto: Sidney Michaluate
Imagens: Sidney Michaluate
Edição: Sidney Michaluate / Anderson Spinelli

Comentários

Sobre o Autor
- Sidney, ou Sido, é um nerd formado em Engenharia e Marketing. Trabalhou durante mais de 10 anos com logística - até descobrir que transportar a si mesmo pelo mundo é muito mais gratificante! Cinéfilo e viciado em promoções, mantém os blogs PromoSido, ApareSido e o projeto Já Viu Este Filme?