Paris (França) – 3 passeios alternativos na Cidade Luz

Paris é uma cidade com centenas de atrações interessantes, para todos os gostos: desde as mais famosas como a Torre Eiffel até as mais cults como o Louvre ou clássicas como Versailles. Mas convenhamos: as vezes queremos fazer algo diferente.

Este post/vídeo mostra 3 passeios que, apesar de serem famosos, são menos usuais para os turistas de Paris. Opções mais alternativas para fugir do básico. Vamos ver?

1) Centre Pompidou

O Centre Georges Pompidou é um complexo inaugurado em 1977 que possui, além do Museu de Arte Moderna, teatros, biblioteca e diversas outras atrações culturais. O projeto deste prédio fio extremamente criticado por ser completamente diferente das outras construções da época.

O principal aspecto do complexo é que todas as tubulações ficam expostas no exterior do prédio – os de água são verdes, os do ar-condicionado são azuis, os elétricos amarelos e os de elevadores e sprinklers vermelhos. Isso que possibilita que seu interior seja livre com o melhor aproveitamento possível do espaço.

O acesso ao museu, após comprado o ingresso (que pode ser adquirido aqui), é subindo as famosas escadas rolantes externas: você vai até o último andar e vai descendo para visitar as galerias.

Não tente visitar este museu correndo: o legal é se perder entre as fantásticas (e inusitadas) obras de arte – algumas interativas – sem rumo definido. É um despertar de todos os sentidos!

Fique ligado também nas exposições temporárias, que normalmente são de artistas consagrados, e procure ver se o ingresso do museu dará acesso à mostra. Vale a pena!

Para chegar, desça na estação Rambuteau da linha 11 do metrô – fica a apenas uma quadra da saída.

Horários: abre diariamente das 11h às 22h, fechando às terças.

Preço (museu): 14

Mais informações: centrepompidou.fr/en

2) Parc des Princes (Parque dos Príncipes)

Este é o estádio do time Paris Saint-Germain. Inaugurado em 1897 (!), o local já recebeu jogos de duas Copas do Mundo: 1938 e 1998. É um templo do futebol na França e parada obrigatória caso você goste do esporte!

Apesar da informação do vídeo ( 50), você consegue ingressos a partir de 28 euros, dependendo do campeonato, no site oficial do PSG. Não tente comprar ingressos no dia do jogo – eles costumam esgotar! O melhor método de se chegar ao estádio estará escrito no seu ticket – afinal, dependendo do setor, você deverá sair de uma ou outra estação do metrô.

A sensação de ver uma partida de futebol em outro país é totalmente diferente dos jogos daqui. Os torcedores respeitam o lugar do ingresso, como se fosse o que realmente é: um show. Da minha parte, vou falar que foi sensacional ver o time de Lucas, David Luis e Cavani em campo.

Caso não tenha nenhum jogo durante sua visita a Paris, vale visitar o estádio fazendo o tour guiado pelo estádio. Custa 10 e você terá acesso a diversos ambientes do local, como sala de imprensa e vestiários. Neste caso, desça na estação Porte de St Cloud, linha 9 do metrô – mas verifique no site as datas disponíveis.

3) As Catacumbas de Paris

O passeio pelas Catacumbas de Paris é uma atração única. O ossuário que pode ser visitado é apenas uma parte dos mais de 400 km de túneis resultantes de exploração de pedreiras durante a ocupação romana no local.

Até a metade do século XVIII, a maioria dos corpos era enterrada em cemitérios de igrejas, mas chegou um momento em que simplesmente não havia mais espaço para despejos funerários – e a solução foi transportar as ossadas para o sistema de túneis localizados sob a cidade.

Hoje, são restos funerários de mais de 6 milhões de pessoas que inicialmente eram jogados de forma aleatória. Mas a partir de 1810 a ordem era de que as ossadas fossem dispostas de maneira criativa: formando desenhos geométricos ou mosaicos sombrios e melancólicos. O resultado é um passeio muito interessante, bizarro e aterrorizante para os mais sensíveis. :)

A parte visitável é um trajeto único com pouco menos de 2 dos 400 km de túneis, e não é por menos: os labirintos poderiam fazer qualquer pessoa se perder eternamente por lá. E a prova é o que conta uma das placas no local: “Em Memória de Philibert Aspairt, que se perdeu nas galerias em 3 de Novembro de 1793. Foi encontrado 11 anos depois e enterrado no mesmo lugar.” Que coisa, não?

As Catacumbas de Paris ficam abertas de terça a domingo, das 10 às 20h (último descida às 19h). Prefira dias da semana após as 15h para pegar menos filas e fazer um tour mais tranquilo. Acesso pela estação Denfert-Rochereau do metrô, linhas 4 e 6. (ou pelo trem RER B). Infelizmente, não vi acesso por elevadores para idosos e portadores de deficiência – já fiquem avisados que são muitas escadas tanto para subir quanto para descer, ok?

3em3-paris-catacombes-1

E ah, não sejam espertinhos tentando levar um ossinho de recordação: mochilas e bolsas são checadas antes de ir embora.

E aí, gostaram? Dúvidas e sugestões são muito bem-vindas nos comentários! :)

Segue o mapa com os locais visitados:

Texto: Sidney Michaluate
Imagens: Sidney Michaluate
Edição: Sidney Michaluate / Anderson Spinelli

Comentários

Local: França, Paris
Sobre o Autor
- Sidney, ou Sido, é um nerd formado em Engenharia e Marketing. Trabalhou durante mais de 10 anos com logística - até descobrir que transportar a si mesmo pelo mundo é muito mais gratificante! Cinéfilo e viciado em promoções, mantém os blogs PromoSido, ApareSido e o projeto Já Viu Este Filme?