Hoi An (Vietnã) – 3 lugares pra visitar na queridinha da Ásia

Durante séculos, enquanto muita gente resolvia as coisas na base do sangue e da guerra, Hoi An já tinha descoberto o poder de uma conversa. Avessa a conflitos, a cidade portuária enriqueceu com as trocas e o comércio. Embarcações chinesas e européias aportavam em Hoi An e, já sabendo de sua natureza pacífica, aproveitavam para descansar as tripulações. Essa mistura fez a cidade florescer a sua maneira e, ainda hoje, continua sendo a mais bonita de todo o Vietnã, justamente por continuar sendo a do contra – enquanto Hanói e Saigon, por exemplo, não param de se industrializar, Hoi An achou em seu charme o escape perfeito para preservar a atmosfera de Ásia colonial, daqueles tempos quando o Sudeste Asiático ainda era chamado de Indochina.

Hoi An: quase uma ilustração do que significa Eurásia

1) Hoi An Ancient Town

Todos aqueles símbolos que você espera ver quando viaja para a Ásia estão lá: os chapéus de cone, as bicicletas velhas e as lanternas de papel. As casas amarelas, de arquitetura
européia, foram finalizadas em telhados chineses, decorados por dragões. As espaçosas cafeterias ainda fazem questão de usar ventiladores em vez de ar condicionado – dezenas deles estão pelos tetos pra manter o clima vintage da belle époque.

DCIM137GOPRO

Anoitecer no cais da cidade velha de Hoi An

hoi_an_4_web

Barqueiros oferecem passeios pela “Veneza da Ásia”

DCIM137GOPRO

Mercado Central de Hoi An: pela manhã, o melhor lugar pra se misturar a vida local

Sabe essa moda de cerveja artesanal que apareceu nos últimos anos? Em Hoi An, os bares e restaurantes já fabricam suas próprias cervejas faz tempo! A diferença é que eles não apostaram na grife – não há rótulos, garrafas diferenciadas ou qualquer tranqueira pra “agregar”. É só a cerveja no copo e pronto, direto ao assunto! Não deixe de experimentar uma delas, nos amplos terraços instalados nos topos dos predinhos. Vai te custar coisa de US$ 0,50.

DCIM137GOPRO

Bicicleta: a melhor forma de passear pela cidade

Para se locomover, a melhor maneira é a pé ou de bicicleta. Seu hotel certamente terá aluguel de biciletas e, por cerca de US$ 0,50, você pega uma delas por um dia inteiro para passear entre os templos, museus e monumentos que pontilham as ruas do centro histórico de Hoi An.

Não é a toa que Hoi An acaba sempre guardando um espaço especial no coração de quem visita o Vietnã. Ela se tornou a queridinha não só do país, mas da Ásia.

hoi_an_5_web

De noite, Hoi An atinge seu auge.

hoi_an_17_web

Lanternas de papel iluminam a cidade e tornam Hoi An cinematográfica.

Este é o quinto de nove vídeos da série que fizemos sobre o Vietnã. Todos foram gravados em Maio/2015, em uma viagem de 30 dias que percorreu o país de sul a norte. Assista também aos outros episódios:

Vietnã Ep.01 – Delta do Mekong – Os mercados flutuantes de um dos maiores deltas do mundo.
Vietnã Ep.02 – Saigon (Ho Chi Minh City) – A Belle Époque francesa e a Guerra do Vietnã.
Vietnã Ep.03 – Saigon 2 – O nome já mudou para Ho Chi Minh City há 40 anos, mas você vai acabar chamando de Saigon – a frenética metrópole do sul dos dias de hoje.
Vietnã Ep.04 – Dalat – A Campos do Jordão do Vietnã.
Vietnã Ep.06 – Hue – A cidade-sede do Vietnã Imperial.
Vietnã Ep.07 – Hanói – O que fazer em 48 horas na capital vietnamita.
Vietnã Ep.08 – Ha Long Bay – Como é fazer o cruzeiro de três dias.
Vietnã Ep.09 – Sa Pa – Montanhas, arrozais e tribos isoladas do extremo norte.

2) Cham Island

hoi_an_12

Praias de água clara e límpida da Cham Island.

DCIM137GOPRO

Docas da Cham Island: reserve um dos seus dias em Hoi An dia pra relaxar na ilha

Faz muito calor no Vietnã e a humidade alta é uma constante. Todo passeio que envolve água é sempre bem vindo. Agora, e se o passeio custar menos de US$ 20,00, for em uma ilha de águas límpidas, ida e volta de lancha rápida, almoço com frutos do mar (com direito a lagosta), cadeira com guarda sol  e equipamento para snorkeling?

Hoi An é muito atmosférica e histórica, então reserve um de seus dias lá para ir até a Cham Island e relaxar. O passeio dura 6 horas e como tudo no Vietnã, é possível marcar direto pelo seu hotel e negociar o preço.

 

3) Templo My Son

O Império Champa foi dono da porção central do Vietnã por cerca de 1500 anos, até ser anexado ao país, no século 19. Se Hoi An era a sede econômica do império, My Son era o lugar de adoração. Chamado de templo, mas do tamanho de uma cidade, My Son foi um dos templos principais templos hinduístas fora da Índia, onde a religião foi criada. Hoje, as ruínas ocupam cerca de 10% do que o templo já foi durante os dia de glória mas, ainda assim, permanece sendo um dos principais conjuntos arquitetônicos da Ásia.

DCIM137GOPRO

Ruínas do Templo de My Son.

DCIM137GOPRO

Mesmo severamente danificadas pela guerra, as ruínas ainda são imponentes e emanam a energia dos seus dias de glória.

É fácil chegar lá por tours ou negociando com mototaxis. O transporte de ida e volta não deve custar mais que US$ 8,00, com guia. Caso prefira visitar sem guia, só fugindo deles quando estiver no próprio templo.

Texto: Tiago Caramuru
Imagens: Tiago Caramuru
Edição: Tiago Caramuru / Anderson Spinelli

Comentários

Sobre o Autor
- Desde que descobriu que viajar é possível, viciou. Muita disciplina financeira, um pouco de sorte. Nada como uma viagem após a outra. Escreve o blog Esvaziando a Mochila desde 2009. Publicou, em 2014, o trabalho fotográfico Rumo às Primeiras Mil Viagens, compilação de 100 retratos e paisagens feitos pelo mundo, durante quatro anos.