Dalat (Vietnã) – 3 lugares para explorar as montanhas do sul

Dalat é turística até para os próprios vietnamitas. Por ser relativamente próxima de Saigon (5 horas de carro / 8 de ônibus), é o típico destino de férias: você passa o dia fazendo algum passeio pelos arredores da cidade, curtindo a natureza, e a noite volta pro centrinho, onde estão os hotéis e as feiras. Sabe Campos do Jordão? É mais ou menos isso.

Como Dalat tem altitude elevada e o clima um pouco mais ameno, os primeiros colonizadores, vindos da França, construíram suas casas por ali. Até hoje, a cidade é vendida com essa aura de ser a cidade mais francesa do Vietnã. Mas a verdade é que, quando você chega e vê tudo acontecendo de perto, dá pra perceber que ela é muito mais vietnamita que pode parecer.

O clima de estância turística dá uma interrompida no exotismo do Vietnã, por outro, pra quem gosta de ecoturismo, em Dalat o país fica bem interessante. Pelas poucas ruas do centro, há dezenas de agência vendendo passeios como mountain-biking, rafting e passeios mais culturais por fazendas de produtos orgânicos. O EasyRiders tem passeios de dia todo por US$ 25,00, onde o guia vai te sugerindo lugares para ir, de acordo com o seu gosto.

dalat_4_b

Lago artificial no centro de Dalat, com casario francês ao fundo.

dalat_5_b

Comércio do centrinho de Dalat, Vietnã.

1) Truc Lam Temple
A estação de teleférico que leva ao templo fica a 10 minutos de moto-taxi do centro de Dalat. Já o ticket de ida e volta do teleférico, incluindo a a entrada no templo, custa 70 mil Dong.

O templo ainda está ativo e é a casa dos monges budistas da cidade. Durante as horas em que está aberto ao público (diariamente, das 10:00 as 17:00), a movimentação é intensa. Pra quem quiser curtir um pouco mais de paz, eles também tem retiros espirituais, conduzidos em inglês, que podem durar de uma noite a um mês. Para mais informações sobre os retiros, acesse www.truclam.ca .

Dalat Vietnam Truc Lam Temple Cable Car

Teleférico que leva ao Truc Lam Temple.

Este é o quarto de nove vídeos da série que fizemos sobre o Vietnã. Todos foram gravados em Maio/2015, em uma viagem de 30 dias que percorreu o país de sul a norte. Assista também aos outros episódios:

Vietnã Ep.01 – Delta do Mekong – Os mercados flutuantes de um dos maiores deltas do mundo.
Vietnã Ep.02 – Saigon (Ho Chi Minh City) – A Belle Époque francesa e a Guerra do Vietnã.
Vietnã Ep.03 – Saigon 2 – O nome já mudou para Ho Chi Minh City há 40 anos, mas você vai acabar chamando de Saigon – a frenética metrópole do sul dos dias de hoje.
Vietnã Ep.05 – Hoi An – Chapéus de cone, bicicletas velhas e lanternas de papel – a Ásia que você estava procurando.
Vietnã Ep.06 – Hue – A cidade-sede do Vietnã Imperial.
Vietnã Ep.07 – Hanói – O que fazer em 48 horas na capital vietnamita.
Vietnã Ep.08 – Ha Long Bay – Como é fazer o cruzeiro de três dias.
Vietnã Ep.09 – Sa Pa – Montanhas, arrozais e tribos isoladas do extremo norte.

2) Elephant Waterfall

dalat_1

Elephant Waterfall, a cachoeira que já foi esconderijo em tempos de guerra.

A 20km de Dalat., essa cachoeira é tão forte, que você não pode sequer entrar na água. O acesso até a base é feito por uma trilha íngreme e escorregadia, moldada nas pedras pela própria correnteza – é um pouco complicada, mas é curta.

Dizem que muita gente já morreu aqui por desrespeitar a força da natureza, especialmente durante a Guerra do Vietnã, quando os Vietcongs usavam a base da cachoeira como esconderijo.

Pra chegar lá, peguei uma moto, por US$ 5,00 / dia, e dá-lhe GPS do celular. Até a Elephant, foi baba de chegar: a estrada é mais bem conservada, as vistas das ontanhas são lindas e o caminho não tem grandes labirintos. Já para chegar à Pongour Waterfall…

3) Pongour Waterfall

Esta outra cachoeira está a 50km de Dalat. O acesso passa por alguma vias secundárias e, várias vezes durante o caminho, parei para conferir se estava na direção certa. A estrada também fica um pouco mais desafiadora, com caminhões passando ao seu lado a todo instante, em uma pista de mão dupla, mas sem sinalização alguma e vários buracos.

Dalat Vietnam Pongour Waterfall

 

 

O fato é que chegar e ver a maravilha que é a Pongour Waterfall é totalmente compensatório. A água cai em imensos degraus de pedra, demarcados a 90 graus, como se tivessem sido projetados. E ela não é só linda – ao contrário da Elephant Waterfall, aqui dá pra entrar e tomar um banho de água doce e gelada.

 

Imagens e texto: Tiago Caramuru
Edição: Tiago Caramuru / Anderson Spinelli

Comentários

Sobre o Autor
- Desde que descobriu que viajar é possível, viciou. Muita disciplina financeira, um pouco de sorte. Nada como uma viagem após a outra. Escreve o blog Esvaziando a Mochila desde 2009. Publicou, em 2014, o trabalho fotográfico Rumo às Primeiras Mil Viagens, compilação de 100 retratos e paisagens feitos pelo mundo, durante quatro anos.