Campinas e Santana de Parnaíba (Brasil) – Um fim de semana no interior de São Paulo

São Paulo é aquela cidade cosmopolita, que pulsa 24 horas por dia e que carrega o ônus e o bônus de ser uma das principais capitais do planeta. É do tipo ame ou odeie. Moderna e tecnológica.

Mas, se você está cansado da loucura e do caos da cidade grande, basta dirigir alguns quilômetros até o interior do Estado, que reserva algumas ótimas opções de lazer e ainda dá de bônus uma excelente viagem ao passado.

Visitamos 2 cidades conhecidíssimas não só por paulistas, mas por gente de todo o país: Campinas e Santana de Parnaíba. Ambas aparecem com frequência nas listas de melhores cidades de São Paulo para se viver.

E enquanto Campinas conta com a terceira maior população do Estado e é considerado um centro econômico importantíssimo, Santana de Parnaíba possui apenas 120 mil habitantes e um Centro Histórico que remonta o início da colonização no Brasil.

Passamos alguns dias nas duas cidades e mostramos abaixo algumas das melhores atrações desses 2 belos destinos:

1) Lagoa do Taquaral (Parque Portugal), em Campinas

Localizado em uma área que pertencia à Fazenda Taquaral, o Parque Portugal é um dos principais parques da cidade. Com 33 alqueires, foi fundado em 1972, depois da aquisição da fazenda pela Prefeitura Municipal.

Além da extensa lagoa, conhecida como Lagoa do Taquaral, o parque conta com bosques, viveiros de pássaros, playgrounds, piscinas, diversas quadras, planetário e até réplica de uma caravela.

Alías, a chamada Caravela Anunciação é uma réplica da nau de Pedro Álvares Cabral e fica aberta para visitação aos sábados, domingos e feriados das 8h às 12h e das 14h às 18h. Durante a semana, a caravela fica disponível pra atender a agendamento de escolas.

O parque ainda conta com o Auditório Beethoven, também conhecida como Concha Acústica. Se trata de uma réplica da concha do Parque de Lincoln, em Nova York. Com 140 metros quadrados e uma laje em formato de concha, o auditório pode abrigar até 2.000 pessoas.

E pra quem quer se divertir no lago, há o aluguel de pedalinhos.

2) Passeio de Maria Fumaça (Estação Anhumas), em Campinas

Quer se teletransporta pro passado? Basta ir até a Estação Anhumas e fazer o passeio de Maria Fumaça. São duas opções de percurso: o completo, que vai até Jaguariúna, dura 3 horas, enquanto o meio percurso vai até a estação de Tanquinho e dura 1h30.

O passeio é feito em uma locomotiva da Cia Paulista de Estradas de Ferro, fabricada em 1958. E antes do embarque há uma pequena aula sobre o funcionamento da locomotiva a vapor, com direito a lenha queimada e sino anunciando o funcionamento.

Durante todo o trajeto, uma animada banda toca os clássicos da música brasileira: é o Trio Maria Fumaça. E entre uma música e outra, os monitores vão contando algumas histórias sobre a locomotiva, sobre as fazendas vistas no percurso, entre outras curiosidades.

Os ingressos podem ser comprados pela internet e custam entre R$ 80,00 (meio-percurso) até R$ 200,00, caso você queira ser maquinista por um dia.


3) Centro Histórico, em Santana de Parnaíba

Há cerca de 30 minutos de São Paulo, Santana de Parnaíba é uma das cidades mais antigas do país. Fundada em 1580, a cidade remonta ao início da colonização no Brasil. Seu Centro Histórico conta com mais de 200 casas e construções datadas dos séculos XVII e XVIII. Trata-se do maior conjunto colonial do estado.

O marco mais importante do município é a Igreja Matriz. De acordo com os registros históricos, a primeira capela foi erguida em meados de 1560, totalmente dedicada a Santo Antônio. Outras duas capelas foram construídas e, em 1625, foi elevada a Matriz.

Já o coreto Maestro Bilo foi doado e construído em 1892, com ferros que vieram da Inglaterra. Considerado um dos cartões postais da cidade, o coreto continua sendo palco de apresentações até os dias de hoje.

 

 

As casas que compõe o Museu da Casa Anhanguera foram construídas no século XVII, tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional em 1958, e transformadas em museu como uma homenagem ao bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, nascido em Santana de Parnaíba.

Há diversos bares espalhados pelo Centro Histórico. Escolha um e deguste as famosas cachaças locais! É isso mesmo, além de muita história, Santana de Parnaíba também é conhecida por ter diversos engenhos, onde se fabricam deliciosas cachaças. Prove algumas delas, como a Cachaça Santinha.

Comentários

Local: Brasil
Sobre o Autor
-

Formado em Publicidade e pós-graduado em Marketing, descobriu o gosto por viajar em 2009, após fazer um curso de Planejamento Estratégico na Califórnia. De lá pra cá, transformou a vida em uma partida de War e já conquistou 27 países. Em 2013, deu início ao projeto Destinos Imperdíveis.